pretas potências em movimento

Instagram

Blog

Casos de Sucesso


Relato – Chris, Cia das Tranças

Feira Preta: Quando ocorreu sua 1º participação na Feira Preta e como foi?

Chris: Participei na primeira edição a 8 anos, que considero a data de aniversário da Cia. das Tranças 20 de novembro, esta começando o trabalho com tranças e fiquei sabendo por um amigo que ia acontecer uma feira para negros e achei que seria interessante participar, então fui até a Adriana e me inscrevi, alias o nome da Cia. das Tranças foi criado ali na hora da inscrição, a Adriana me perguntou o nome do salão e eu falei – Cia. das Tranças, e ficou.

FP: Qual a importância de sua participação? Porque você expõe na Feira?

Chris: Acho importante estar no entre o meu publico alvo, como trabalho com penteados afro e tenho na maioria clientes negros encontro na feira uma forma de divulgar meu trabalho e de certa forma apoiar a cultura negra. Eu exponho na intenção de ficar mais próximo de meus clientes, divulgarem as novidades de meu trabalho, cavar novos clientes e manter meu nome Cia. das Tranças sempre em evidencia, todo ano tento fazer algo inovador para marcar minha presença.

FP: Qual é a colaboração da Feira Preta para seu empreendimento?

Chris: Eu acredito que desde o começo a feira foi e é uma forma super positiva de divulgar meu trabalho e considero que cresci junto com a feira, não digo que os lucros venham durante a feira, considero mais o pós feira e a cada ano tenho maior retorno do pós feira. Além de conhecer na feira outros profissionais e formar parcerias.


Relato – Pegada Preta

Feira Preta: Quando ocorreu a 1º participação na Feira Preta e como foi?

Pegada Preta: Em 2007, foi uma experiência muito boa pois foi o “start” do Pegada como confecção, neste dia descobrimos que o sonho era possível, vendemos todas as peças e isso nos deu coragem e fôlego para começar.

FP: Qual a importância da participação? Porque expor na Feira?

PP: É importante participar pois nosso objetivo é lançar moda com essência negra, e não tem melhor lugar para mostrar nosso trabalho, sem contar que é um evento voltado para cultura negra e todos os afro-brasileiros devem estar onde está a sua cultura, expor na feira é se conectar com seu público-alvo de maneira direta, sem intermediários e em massa.

FP: Qual é a colaboração da Feira Preta para seu empreendimento?

PP: É significativa a colaboração da feira em nosso negócio, a feira divulga, vende a marca e consegue gerar muitos contatos em pouco tempo.

Sem comentários

Deixe uma resposta