pretas potências em movimento

Instagram

Blog

Cia. Livre resgata o passado escravocrata do Brasil

A Cia. Livre está em cartaz no Sesc Pompeia com o espetáculo “A Travessia da Calunga Grande”, que resgata mitos ameríndios – com o enfoque nas relações culturais África-Brasil. A peça traz aspectos das desigualdades sociais e o impacto da escravidão nos dias atuais no país. O espetáculo segue em cartaz de 8 de maço a 29 de abril.

A peça refaz a travessia da Calunga Grande (Calunga significa mar e morte, em língua bantu) e relembra o processo de esquecimento e sincretismo das raízes africanas na formação cultural do país. Édipo, o decifrador de enigmas, investiga a causa da peste que assola Tebas. O oráculo de Delfos revela que a peste está relacionada ao assassinato do Rei Laios, em uma encruzilhada de três vias. No processo de investigação desse crime do passado, Édipo descobre a sua verdadeira identidade e reconhece a tragédia que advém do desconhecimento da sua origem: o assassinato do pai e a união carnal com a mãe.

Partindo desse mito, a Cia Livre articulou as ambiguidades de nossa mestiçagem, na qual há a marca de uma violência de origem – a escravidão – sobrevivente em relações econômicas e sociais baseadas na desigualdade. Depois de mais de um ano de pesquisa sobre os mitos ameríndios, a Cia Livre traça uma revisão crítica na construção do passado histórico dos brasileiros por meio de uma releitura de Édipo Rei, de Sófocles, sob a ótica das relações entre África e Brasil.

Assista ao vídeo do ensaio da Cia. Livre

Integram o elenco Lúcia Romano, Tatih Ribeiro, Edgar Castro, Eduardo Silva, Raoni Garcia e Sidney Santiago. A dramaturgia é assinada por Gabriela Almeida.

Serviço

A Travessia da Calunga Grande
Onde: Sesc Pompeia
Data: 8/03 a 29/04 –  Quintas a sábados, às 20h30; domingos, às 18h30. Em 06 de abril (feriado) não haverá apresentação.
Não recomendado para menores de 14 anos.
Preços: R$ 16,00[inteira]
R$ 8,00    [usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, professores da rede pública de ensino e estudantes com comprovante]
R$ 4,00    [trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes]

Sem comentários

Deixe uma resposta